O seu navegador não suporta JavaScript!















Blogs e mídias sociais: conteúdo com propósito constrói comunidades

Geralmente, números absolutos são os primeiros dados a serem checados quando falamos de mídia digital, como acessos no site, seguidores no Twitter, fãs no Facebook, dentre outros. Esses indicadores são importantes, mas não são tudo. Na internet, você não precisa, simplesmente, de (grandes) números. Segundo a BBC Brasil, o mundo deve atingir a marca de 3 bilhões de internautas em 2015. E, claro, você não vai alcançar todos eles. O seu foco deve ser a criação de uma comunidade em torno da sua marca, ou seja, pense na construção de um ciclo de pessoas envolvidas,  engajadas e dispostas a compartilhar conceitos. Um exemplo simples: se você é proprietário de uma cafeteria local que costuma atender pessoas de apenas algumas regiões, é pouco provável que você receberá milhões de acessos na web. Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015, 48% dos brasileiros acessam a internet, ou seja, cerca de 100 milhões de pessoas. Mas, de repente, o seu público-alvo são mil pessoas que gostam de café e estão perto da sua região. Ou seja, atingindo 900 pessoas, 90% da audiência foi atingida. E outro ponto importante: se a sua demanda crescer fora de controle, a absorção da clientela ficará inviável. Já pensou nisso?

presença digital de uma marca precisa de um legítimo objetivo. Isso inclui o alinhamento do trabalho desenvolvido com o propósito da organização e a questão prática do conteúdo desenvolvido. Nenhuma postagem será interessante e atrativa se o emissor, ou seja, a marca, não chancelar as publicações com práticas e valores. Veja alguns pontos importantes a serem observados se você deseja ter uma representação da sua empresa na internet e entenda porque não é eficaz usar as mídias digitais apenas como publicidade e sem propósito.

Foque no seu objetivo

Quer vender mais? Divulgar a sua marca? Envolver o público? Relacionar com as pessoas? Produzir conteúdo na internet, sobretudo em blogs e mídias sociais, requer uma resposta clara a essas perguntas. E não há problema se o seu objetivo for mais de um desses, desde que o seu conteúdo seja bem planejado e os resultados bem mapeados.

Planeje e gaste energia com quem pode gerar conversão

Uma loja cheia de pessoas apenas olhando produtos sem comprar desvia a atenção do vendedor para os verdadeiros interessados. Na internet, isso também acontece. Atrair fãs, seguidores ou acessos de quem não converte (não compra, não acessa o site, não interage com a sua marca etc) desperdiça tempo e energia. O fato da internet ser uma mídia relativamente barata não é motivo para o seu conteúdo ser distribuído sem estratégia. Por isso, invista tempo planejando a sua estratégia de conteúdo. Segundo o Ibope (2014), um novo blog é criado no mundo a cada segundo. Portanto, o seu conteúdo precisa ser relevante para ser encontrado. Sistemas de busca como o Google estão, cada vez mais, valorizando a importância do conteúdo realmente desejado pelo usuário. Desenvolva um plano períodico de publicação e meça resultados com frequência.

Humanize

Não custa lembrar que, por trás das métricas, há pessoas. E elas ficam frustradas quando conversam com máquinas ou sistemas automatizados. Interaja com o seu público nas mídias sociais, monitore os seus perfis, verifique os comentários do seu blog e converse com quem estiver ao seu redor. Gere diálogos, registre e analise os pontos de destaque, sejam eles positivos ou negativos.

O conteúdo representa a voz da marca

Como diz Matha Gabriel, “a sua marca não conseguirá ser melhor do que o conteúdo que ela produz”. Não tente produzir e divulgar algo que você não é. Antes de se colocar no lugar de referência sobre algum assunto ou disseminar algum conceito, seja o que você quer dizer primeiro.

Conte o que você achou do artigo e comente sobre o assunto!

Acredito que você também vai gostar de ler:

Por que o meu negócio precisa de um blog?

O que mudou na relação entre clientes e marcas após 21 de outubro de 1985

Por que e para quê a minha marca deve estar nas mídias sociais?

comments powered by Disqus