Por que o Marketing Digital é tão importante

Nos últimos anos, o Marketing Digital não só cresceu, mas começou a ser apontado como fundamental para o sucesso de pequenas e grandes marcas. Isso, claro, devido à consolidação da internet, expansão e facilidade do acesso à rede, principalmente por meio de telefones celulares (smartphones). Segundo o Ibope, mais de 70 milhões de brasileiros usam a internet via celular (clique aqui para ler sobre sites responsivos) .

Antes de tudo, é sempre bom lembrar que o Marketing ganha sobrenomes já há algum tempo. Ouvimos falar de Marketing de Relacionamento, Marketing de Guerrilha, Marketing Institucional, Marketing de Conteúdo etc. Mas o fato é que o Marketing continua sendo o mesmo. Os “apelidos” são interessantes para segmentar áreas e projetos de trabalho, pois a definição única de Marketing exige livros e muita discussão. Mas há um conceito sucinto que define bem a razão de existência do Marketing:

Marketing – Conjunto de atividades para entender e atender as necessidades do cliente.

Ao ler a frase acima, fica mais fácil entender que as variações do Marketing sempre culminam no mesmo objetivo: entender para atender. E quando definimos o Marketing Digital, isso também se aplica:

Marketing Digital – Estratégias e ações por meio de ferramentas digitais para divulgação de marcas e produtos, conquista de novos clientes e construção de relacionamento.

Ou seja, vamos usar as ferramentas digitais para entender e atender. A mesma coisa, simples assim.

OBS: não é o objetivo esgotar as definições de ambos os conceitos, mas apenas trazer conceitos resumidos.

Mas o que a palavra “digital” tem de tão mágica para deixar o Marketing tão mais, digamos, eficiente? Por que o Marketing Digital cresceu tanto a ponto de conseguir até mesmo unir outras práticas do Marketing por sí só? Tudo gira em torno de uma palavra mágica: dados. Se o Marketing precisa extrair informações do mercado para conseguir oferecer o melhor ao cliente, o digital oferece ótimas condições para isso ser feito. E, geralmente, custando menosFerramentas digitais oferecem possibilidades para dados que estão resumidas nos quatro tópicos abaixo.

Baixe gratuitamente agora – E-Book: Mitos do Marketing Digital

Métricas

As ferramentas digitais geram dados segmentados e originados de diversas ferramentas. É possível analisar números mais diretos (acesso ao site, cliques para venda, alcance de anúncios) e dados que exigem uma análise subjetiva, como engajamento em redes sociais, percepção de marca etc. Nos dois casos, algo em comum no meio digital é muito diferente dos meios de comunicação tradicionais: a precisão dos dados. Por exemplo: é possível contabilizar a tiragem e venda de um jornal, mas impossível medir exatamente quantas pessoas leram a publicação. Quando falamos de conteúdo digital, temos os números exatos de cliques, impressões e outras reações. Portanto, o Marketing Digital entrega métricas muito precisas.

Big Data (Alto volume de dados)

A tecnologia e o meio digital geram um imenso volume de dados que, se forem estruturados, podem impactar diretamente o dia a dia dos negócios. As empresas que conseguem usar as informações de forma organizada alcançam grande vantagem competitiva. O conceito de Big Data é justamente isso: extrair, garimpar e estruturar dados para serem usados em inteligência de mercado e estratégias de negócio

Mensuração de dados

Mais importante que ter várias métricas e dados disponíveis é a forma como ele é mensurado e analisado. Por exemplo: é interessante saber quantas pessoas acessaram o seu site. Mas é melhor ainda quando você sabe exatamente por onde esse clique foi gerado (busca no Google, redes sociais, anúncios etc) e entender qual canal está gerando mais cliques e conversões. Mensurar, cruzar, comparar, analisar e filtrar dados é essencial para compreendê-los melhor.

ROI (Retorno sobre Investimento)

A sigla ROI (Return On Investment), que significa Retorno Sobre Investimento, é uma busca constante de todos os profissionais de Markerting e Publicidade. Afinal, quanto eu investi e quanto eu realmente conquistei? Ou seja, a razão entre essas duas grandezas valeu a pena? Se eu tenho métricas, volume de dados organizados e analisados, chegar ao ROI fica mais fácil. Consequentemente, é possível fazer melhores escolhas, otimizar resultados e melhorar a qualidade dos investimentos.

A estratégia é mais importante que a ferramenta

Para que os recursos digitais sejam bem utilizados e forneçam informações realmente relevantes, tenha estratégias alinhadas com o objetivo do seu negócio. Números e estatísticas sempre devem ser qualificados além de quantificados (clicando aqui, você lê um artigo sobre relevância de conteúdo). Ter presença digital em sites, redes sociais e outras plataformas é a consequência de um planejamento de marketing e gestão de marca. E lembre-se: computadores e dispositivos são operados por pessoas, ou seja, pense sempre nas pessoas que estão interagindo com você (recomendo a leitura do artigo sobre buyer personas – clique aqui)

Tem dúvidas? Comente!

Você também deve gostar de ler:

Cinco Mitos que impedem o investimento em Marketing Digital (e precisam ser derrubados)

Oito erros que atrapalham o resultado do seu conteúdo

Leave a Reply