Cinco primeiros passos para a pequena ou média empresa começar a usar o Facebook

Pode ser que você trabalhe ou seja proprietário de um pequeno ou médio negócio e já tenha ouvido falar que o Facebook é uma ferramenta com grande potencial de divulgação. E isso realmente é verdade. A maior rede social do mundo pode ser muito útil, desde que usada da maneira correta. Segundo dados do próprio Facebook, a plataforma possui 1,49 bilhões de usuários ativos mensais e 968 milhões ativos diariamente. E o quando assunto é acesso via dispositivos mobile, a ferramenta cresceu 29% em relação a 2014 e alcançou 844 milhões de pessoas. O Facebook continua muito relevante, lidera o mercado e possui ótimos recursos multimídia para fomentar negócios.

Listamos cinco passos básicos para quem possui uma pequena ou média empresa e deseja iniciar um trabalho no Facebook. Não é o objetivo esgotar as opções ou determinar regras, pois as possibilidaes digitais são infinitas. Porém, para quem está começando, os tópicos abaixo podem dar um norte e evitar que alguns princípios triviais sejam ignorados.

1. Faça uma Fan Page e não um perfil

Esse primeiro tópico pode ser muito básico para alguns, mas muitos ainda não diferenciam um perfil e uma fan page no Facebook. Vamos às diferenças:

  • Perfil é a forma básica de utilização do Facebook, ou seja, o espaço que as pessoas usuárias da rede possuem. Você tem o seu mural, informações pessoais, amigos, posta fotos, vídeos e opiniões e, quando você entra no Facebook, visualiza as postagens dos contatos e empresas que segue? Isso é ter um perfil. Você só pode ter, no máximo, 5.000 amigos e não pode usar nomes comerciais.
  • Fan Page (Página) é uma opção dada pelo Facebook para que empresas, marcas, pessoas públicas e famosas usem a rede social não para acumular amigos, mas fãs/seguidores. Ali, você posta conteúdo relevante para o seu público, anuncia promoções, divulga links do seu site e pode fazer anúncios (vamos falar disso logo abaixo). E além de não existir limite para número de fãs, diferentemente do limite de amigos do perfil, a Fan Page disponibiliza muitas informações e métricas para você avaliar o desempenho da sua marca ou empresa na rede. Para criar uma Página, é bem simples! Veja na figura ou clique aqui).

OBS: As fan pages precisam ser vinculadas a algúem quando criadas, ou seja, é preciso ter um perfil para poder criar uma página. Posteriormente, você pode nomear outros administradores que não sejam apenas o criador.

2. Gere conteúdo

Rede social não tem “social” no nome por acaso. Uma fanpage sem conteúdo periódico é um paradoxo. E, claro, sempre é preciso dizer e ouvir, como uma clássica conversa. Envolva o seu público com interatividade priorizando a qualidade ao invés da quantidade, mas sem se esquecer da frequência. Explore os recursos multimídia da ferramenta como fotos, vídeos, perguntas, links etc.

3. Responda a comentários e mensagens

Como qualquer outra rede social, o Facebook é uma ferramenta em que o relacionamento deve ser prioridade. Além de gerar conteúdo focado na interatividade, é essencial responder a mensagens e comentários feitos pelas pessoas. O anúncio, a propaganda, a publicidade e a promoção são importantes, mas nunca devem interferir no diálogo entre a sua marca e os seus fãs. Não há regras, mas, se você está começando, a dica é fazer cinco posts interativos para um de venda direta (80% conteúdo, 20% venda).

4. Faça links com o seu site ou blog

Dificilmente, a sua fan page vai substituir um site ou blog. Isso porque um site na web e uma fan page foram feitos um para o outro. Utilize a sua fan page para divulgar os seus produtos ou serviços, convidar leitores para um blog e ativar o seu e-commerce. Resumindo, a sua Fan Page no Facebook deve fomentar outros espaços na web, o que, inclusive, pode ser feito junto com outras redes sociais.

5. Compre mídia (é muito barato)

O Facebook tem um objetivo central: ganhar dinheiro com anúncios. E, para isso, ele coloca à disposição das empresas não só a notável audiência e participação dos usuários, mas uma quantidade quase infinita de dados muito segmentados. As pessoas, o tempo todo, mostram aquilo que gostam, trocam mensagens, dizem onde estão, sinalizam o que desejam etc. E ao utilizar as ferramentas de mídia do Facebook (que são autoexplicativas e fáceis de usar), você usufrui de tudo isso. Com uma Fan Page, você pode impulsionar postagens, fazer anúncios de links e produtos, atrair fãs e mais uma série de possibilidades.

Conclusão

O Facebook é uma ótima ferramenta para fortalecer a sua marca e divulgar o seu produto ou serviço, mas, para isso, ele precisar ser atrativo. O feed de notícias da ferramenta é muito concorrido para o seu conteúdo se limitar ao senso comum ou propagandas diretas que interrompem a experiência da pessoa que, salvo as exceções, entra no Facebook para buscar informações sobre o que gosta.

Leu artigo e ficou com alguma dúvida? Escreva nos comentários ou faça contato com a gente. 😉

Você também deve gostar de ler:

Mídias Sociais para empresas: por onde (re)começar?

Por que e para quê a minha marca deve estar nas mídias sociais?

Blogs e mídias sociais: conteúdo com propósito gera comunidades

Leave a Reply